• Leonardo Amaro

Sleeping Dogs: Não Mexa Com os Cães!


Desenvolvido pela canadense United Front e publicado pela Square Enix europeia, Sleeping Dogs parece ser mais um jogo “estilo GTA” num primeiro olhar. Se você jogar por alguns minutos, terá certeza que é mais um “GTA”, mas com um diferencial: um roteiro cinematográfico com muita, mas muita arte marcial.

O título do deixa a desejar sobre o que é o jogo, pois ficamos sem saber quem são os tais “cães dormentes” – juro que pensei que fosse algum nome de gangue. Pesquisando um pouco, descobri que sleeping dog se remete ao ditado let sleeping dog lie (“deixem os cães continuarem a dormir”), que significa que devemos deixar os antigos conflitos para trás para não nos machucarmos, não mexermos em velhas feridas para não nos arrependermos. Só depois de muitas horas de jogo que descobrimos que este conselho é direcionado ao personagem principal, Wei Shen.

Shen é um policial especialista em crime organizado que trabalha infiltrado em gangues asiáticas. É um dos poucos policiais de San Francisco que sabe falar inglês e cantonês fluentemente e entende como funciona o pensamento do mafioso chinês. Enviado para Hong Kong, sua terra natal, ele trabalha com a polícia local para conseguir entrar na Sun On Yee, organização mafiosa pertencente às perigosas Tríades Chinesas. Para quem não sabe, o nome vem da Sun Yee On, que realmente existe.

Através de seu amigo de infância, Jackie Ma (o “Roman Bellic” chinês), Wei Shen conhece o Red Pole (algo como “Bastião Vermelho”) Winston Chu, um tipo de capitão da Sun On Yee que chefia os subordinados de baixo escalão. E é partir daí que o policial terá que dar lugar ao gangster para conseguir a confiança e o carisma dos criminosos mais brutais de Hong Kong.

Os gráficos de Sleeping Dogs são um dos mais belos dos jogos do ano de 2012, principalmente no PC. O cenário é uma Hong Kong em menor escala e parece incrivelmente viva, com pessoas andando para todos os lados, carros sendo dirigidos em sentido inglês (o que confunde muito o jogador no início, o que é bom!), e a variedade de lojas e estabelecimentos “falsos” geram uma certas imersão.


Trailer de Sleeping Dogs

Wei Shen é bem treinado em artes marciais e isto é o que marca esta nova franquia. Você pode utilizar uma pequena variedade de armas de fogo, armas brancas (incluindo peixes!), mas o que vale a pena mesmo são as sequências muito legais de chutes, socos e joelhadas e golpes que “quebram” ossos dos oponentes. Com o tempo, após completar missões para encontrar estátuas de um mestre de artes marciais, você poderá escolher qual novo golpe ou sequência de golpes que quer aprender. A variedade é pouca, mas esperamos que numa provável continuação seja aumentada a quantidade de golpes. Infelizmente, existem bugs que impedem que você consiga dar um verdadeiro combo no seu oponente, como falha na colisão e resposta do controle um tanto lenta.

Durante o jogo, você terá que cumprir missões relacionadas tanto às Tríades quanto à polícia. Quando completa uma missão de máfia, você ganha pontos de tríade. Quando faz missões policiais, você ganha pontos perante à polícia. Infelizmente, isto não interfere praticamente em nada na história, servindo unicamente para habilitar carros, roupas e novos golpes e truques.

Sim, assim como nos últimos jogos de Grand Theft Auto, Wei Shen poderá ganhar ou comprar roupas e utilizá-las, podendo customizar desde os calçados até os óculos, desde o mais comum até o mais bizarro. Alguns vestuários dão pontos de combate ou favorecem os pontos policiais ou das tríades.

Enquanto anda ou dirige pela cidade – existe uma boa variedade de carros que você ganha ou pode comprar -, algumas missões surgem dependendo do seu nível de Face. Essas missões fazem com que Shen seja mais respeitado nas ruas e as pessoas confiem mais nele. São missões diversas, desde ajudar um comerciante a se livrar de um bêbado que incomoda seus clientes até ajudar um membro da Sun On Yee a fugir da polícia após aprontar alguma.

A direção do automóvel é fluída, apesar de às vezes parecer que o carro não tem peso. Enquanto dirige, existe a possibilidade de dar “golpes” com o carro, esbarrões, lembrando muito o jogo Wheelman (aquele feito com participação do ator Vin Diesel). São poucos os momentos que haverá necessidade de utilizar este recurso, mas é divertido.

Referente à narrativa e o envolvimento do crime organizado chinês na história, foi dito em sites especializados que os produtores do jogo visitaram Hong Kong não somente para ver e mapear a cidade parar criá-la conceitualmente em Sleeping Dogs, mas também para conhecer o submundo chinês. Eles revelaram que entrevistaram os mafiosos locais para conhecer o comportamento dos membros das Tríades. Isso fica muito evidenciado durante a história, quando você percebe a profundidade dos personagens, como Winston Chu, Big Smile Lee, Dogeyes, Conroy Wu, Uncle Po, entre outros.

Por fim, como já explicitado antes, Sleeping Dogs marca pela história, pela máfia chinesa e pelo policial em apuros e pela porradaria “a la Bruce Lee”. Porém, faltou trabalhar mais o sistema de pontos policiais e pontos de tríade, pois não influi em praticamente nada em relação à história, o que decepciona e acaba fazendo com o que o jogador não ligue tanto para esse sistema.

Se você gosta de mundo aberto e uma narrativa envolvente, Sleeping Dogs é a nova franquia da Square Enix que com certeza terá muita história para contar. Disponível para (recomendadíssimo) PC, para PlayStation 3 e Xbox 360.

#Policial #BruceLee #Infiltrado #mafia #ConroyWu #WinstonChu #Tríades #China #SquareEnix #UnitedFront #Dogeyes #HongKong #JackieMa #SleepingDogs #WeiShen #GTA

Siga-nos nas redes sociais

  • Facebook - Aerolitos
  • Twitter - Aerolitos
  • LinkedIn - Aerolitos
  • YouTube - Aerolitos
  • Instagram - Aerolitos

©2020 - Aerolitos