• Leonardo Amaro

God of War e os Deuses da Guerra

God of War é um jogo épico exclusivo para Playstation 2, lançado em março de 2005 pela Sony Computer Entertainment, e  relançado em versão High Definition para Playstation 3 em novembro de 2009. Desenvolvido pela Santa Monica Studios sob direção de David Jaffe, o jogo nos permite controlar o personagem Kratos, um espartano que vive num mundo de mitos e lendas gregas em busca de vingança.


Antes um general espartano a serviço do deus da guerra Ares, o bravo Kratos aniquilou cidades e povos por onde passou utilizando poderes divinos concedidos a ele. Porém, sua fúria belicosa causou um grande mal, um que ele nunca se perdoaria. Tal mal foi causado pelo próprio deus para que o espartano se tornasse o maior guerreiro de todos, mas o resultado foi que Kratos jurou vingança contra o ser divino.

Em busca de perdão e auxílio, o “Fantasma de Esparta” buscou Atena, a deusa da sabedoria e protetora da cidade de Atenas. Com a ajuda dela, Kratos iniciou uma jornada em busca da lendária Caixa de Pandora, o único artefato que pode causar a morte de um deus nas mãos de um mortal.


Arte de God of War


Durante a jornada, Kratos tem ajuda de diversos deuses, como Zeus, Poseidon, Ártemis e Atena e recebe armas divinas, as quais o jogador poderá melhorá-las através de níveis com pontos recebidos por suas vitórias. Este sistema de melhoramento das armas é um detalhe muito copiado por outros jogos.

O objetivo é impedir que Ares destrua a cidade de Atenas, então protegida pela deusa homônima. O deus da guerra deseja que Zeus, o Pai dos Deuses, tenha orgulho dele por vencer a preferida do Panteão. O final óbvio da aventura logo tem um plot twist bem interessante que vale o nome dado ao jogo.


Ares, o Deus da Guerra



Atena, Deusa da Sabedoria


Não há muito a se falar de God of War, exceto que é um perfeito jogo de ação que revolucionou o mundo dos games com sua jogabilidade – copiada ao extremo por outros jogos – , seus gráficos fantásticos (um marco do console PS2), personagem marcante – Kratos talvez seja o maior brucutu de todos os tempos – e uma história épica que mistura várias lendas e personagens da Mitologia Grega.

Um dos mais populares recursos do jogo foi o Quick Time Event, momento em que o jogador deve pressionar os botões do controle no tempo certo para que realize uma sequência de ações, geralmente cinematográficas. Heavenly Sword, Ninja Blade, Heavy Rain, Indigo Prophecy, Star Wars Force Unleashed, entre tantos outros jogos, usaram esta mesma jogabilidade. Embora devemos lembrar que o QTE não surgiu com God of War, mas sim com jogos da década de 1980 (Dragon´s Lair, por exemplo).

Extremamente violento, o jogo muitas vezes nos traz puzzles para resolver entre uma ação e outra. Nada realmente complicado, tais quebra-cabeças servem mais para “descansar” o jogador da matança desenfreada de mortos-vivos, medusas, harpias e outras criaturas que habitam os locais por onde Kratos passa.

Abaixo está um vídeo encontrado na internet com o gameplay completo do jogo. Mas há um adendo: o vídeo está totalmente dublado em português, do começo ao fim! O site do responsável pela dublagem é este aqui: Game Filme.

[/center]http://www.youtube.com/watch?v=maa5Q_WP4Nw&feature=colike

God of War recebeu sequências e “prequências”: Chains of Olympus, Ghost of Sparta, God of War 2 e God of War 3. Em 2013 receberemos mais uma prequel: God of War – Ascension.

 OS DEUSES DA GUERRA

ARES


Marte para os romanos, esta divindade era filho do soberano dos deuses, Zeus, e da deusa do matrimônio, Hera. Considerado o deus da guerra e da força, foi adorado em Esparta, uma das inúmeras cidades-Estado da Grécia antiga, e era sempre convocado em tempos de guerra pelos seus devotos.

Uma das principais histórias sobre o deus foi sobre a fundação de Tebas. Cadmo, herói grego, derrotou o dragão que Ares incumbiu de proteger uma nascente que existia na região. Os dentes do dragão caíram e se tornaram soldados armados ao tocar solo fértil. Cadmo derrotou um a um até que restaram somente cinco soldados sparti (“semeados”): Equion, Udaeus, Chthonius, Hyperenor e Pelorus. Cansados de serem derrotados, os soldados sobreviventes desistiram de lutar contra o herói. E estes foram os ancestrais dos tebanos.

Para louvar a Ares, Cadmo serviu um ano (oito anos atuais) ao deus, e depois disso recebeu a mão de Harmonia, filha de Ares com Afrodite, deusa do amor.

Um outro mito é sobre a traição de Afrodite com Ares, pois ela era casada com Hefestos, deus do fogo e dos vulcões, também conhecido como o Ferreiro Divino. Hefestos, avisado por Hélios, os abordou durante o ato sexual e avisou os outros deuses. Embaraçado pelo caso, Ares se afastou do Olimpo e de seu país, a Trácia.

Alectrion, servo dos deuses, deveria ter avisado sobre a chegada de Hélios, o deus do Sol, durante o coito de Ares e Afrodite, porém ele adormeceu durante o ato. Como maldição, Ares o transformou num galo, que agora nunca esquece de anunciar a chegada do Sol.

Os filhos de Ares foram: Alcippe, Anteros, Deimos, Eros, Harmonia, Phobos, Diomedes, Oenomaus, Pentesileia, Hipolita, Antíopa, Menalipe, Cicno, Biston, Ascalaphus, Ialmenus, Tereus, Remo, Rômulo, Eurytion, Melanippe e Thrax.

ODIN


Também conhecido como Wodanaz, Wotan e Woden, Odin era o pai dos deuses de Asgard e soberano dos Aesir, um grupo de deidades da mitologia nórdica. Seu nome significa “Fúria”, “Frenesi” ou “Poesia”. Além de ser considerado o deus da guerra do panteão nórdico, ele também é ligado à poesia, profecias, magia e ao conhecimento. O quarto dia da semana na cultura anglo-saxônica, Wednesday (“Dia de Woden”), recebeu este nome em homenagem ao deus.

O principal mito de Odin, de acordo com os Eddas germânicos, é sobre a criação do mundo: ele e seus irmão Vili (“Vontade”) e Ve (“Sacrifício”) destruíram o antigo gigante Ymir. Então, com o sangue, carne e ossos de Ymir, eles formaram todo o mundo. Como soberano do mundo, Odin determinou que os céus seriam lar dos deuses (Asgard), o mundo intermediário seria lar dos humanos e anões (Midgard) e o submundo seria o destino dos mortos (Nilflheim).

Após a criação do mundo, os três irmãos criaram os primeiros humanos com cinzas e olmo de árvore. Odin lhes deu alento e vida; Vili lhes deu razão e emoção; e Ve lhes deu os sentidos da audição e visão. Odin reina em seu palácio Valhalla (“Hall dos Mortos”), lugar aonde as belas guerreiras Valquírias levam os guerreiros mortos em batalha (os Einherjar) para banquetearem com o próprio Pai dos Deuses. Estes guerreiros farão parte do exército de Odin na batalha do Ragnarok (Fim dos Deuses).

INDRA


Rei dos Devi (“deuses”, em sânscrito) e soberano do Svargalok, o paraíso da mitologia hindu. Poderoso entre os seres divinos, Indra é considerado o senhor da guerra e das tempestades. Sua arma é o vajra (“relâmpago”) e sua montaria é o elefante branco Airavata. Filho de Dyaus Pitar (“Pai Céu”) e de Prithvi Matar (“Mãe Terra”) e irmão gêmeo de Agni, o deus ígneo do fogo.

De acordo com o Rig Veda (conjunto de hinos sagrados), foi Indra quem matou Vritra, o dragão serpentino que mantinha as águas dos rios do mundo bloqueadas. O deus conseguiu destruir Vritra após se alimentar do soma (a bebida dos deuses) e derrubar suas 99 fortalezas armado com o Vajrayudha (raio). Após a vitória, Indra ficou conhecido como Vritrahan, o “executor de Vritra” ou “executor do primeiro dos dragões”.

Em outros contos e hinos, Indra se torna a personificação do mal e inimigo de Krishna, avatar da divindade Vishnu.

HACHIMAN


Considerado o deus da guerra e da arquearia, antes de ser divinizado ele foi o Imperador do Japão chamado Ojin e guardião dos guerreiros, no quarto século da era cristã. Tem devotos tanto no Xintoísmo quanto no Budismo (considerado um Boddhisatwa ou “Iluminado”).

No século 15, o fundador do sistema Heki-Ryu-Insai-Ha de arquearia, Heki Danjo Masatsugu, foi considerado a encarnação do deus Hachiman.

Está diretamente associado à deusa xintoísta Hime-gami (Nakatsu-hime) e é normalmente tido como uma encarnação do buda Amida.

HUITZILOPOCHTLI


Divindade asteca do Estado e da guerra, Huitzilopochtli (“Beija-Flor Azul”) também é considerado patrono da cidade mexicana de Tenochtitlán. Filho da deusa Coatlicue, deusa do nascimento e mãe dos deuses, com o deus Mixcoatl, deus da caça.

Nas Crônicas Mexicayolt, é dito que Huitzilopochtli nasceu quando ele soube – ainda no ventre de sua mãe – que sua irmã, Coyolxauhqui, planejava com seus irmãos matar sua genitora por ter concebido um filho de um jeito vergonhoso com Mixcoatl. Huitzilopochtli então nasceu já crescido e totalmente armado. Sozinho, protegeu sua mãe e matou Coyolxauhqui e seus 400 irmãos. Ele pegou a cabeça de sua irmã e jogou ao céu, criando a Lua. E jogou os restos dos seus outros irmãos também para o céu, formando as estrelas. Assim, Coatlicue poderia se confortar olhando para o céu todas as noites vendo seus filhos caídos.

Outra lenda sobre este deus envolve a fundação do povo mexicano. A terra natal do povo asteca se chamava Aztlan (muitos consideram que seja o célebre continente perdido da Atlântida), da qual Huitzilopochtli ordenou que saíssem para encontrarem uma nova morada. Além disso, ordenou que nunca mais se chamassem de astecas, mas sim “mexicas”. Ele os guiou pela jornada até o Lago Texcoco, onde uma águia estaria empoleirada sobre um cacto comendo uma serpente. Quando os astecas chegaram, a águia se curvou para eles. Neste lugar, eles construíram um templo e o chamaram de Tenochtlitlán.

Então é isso. Podemos chegar à conclusão que God of War pode fazer não só nos interessarmos por mitologia greco-romana, mas também em outras mitologias e religiões de outras culturas. É uma riqueza de conhecimento sobre lendas e contos primevos que influenciou nossa cultura e diversas outras histórias contadas pelos homens através dos milênios.

E existem muitos outros deuses da guerra por aí…

#Odin #Cadmo #GhostofSparta #DavidJaffe #Himegami #Wotan #Marte #PS2 #Vritrahan #Indra #Ares #Zeus #Wednesday #Huitzilopochtli #Lendas #Kratos #Pandora #Hachiman #Mitologia #Amida #SantaMonicaStudios #PS3 #Atenas #QuickTimeEvent #Woden #Atena #FantasmadeEsparta #Wodanaz #Esparta #GodofWar

Siga-nos nas redes sociais

  • Facebook - Aerolitos
  • Twitter - Aerolitos
  • LinkedIn - Aerolitos
  • YouTube - Aerolitos
  • Instagram - Aerolitos

©2020 - Aerolitos