• Leonardo Amaro

EU PROTESTO O FILME DO URSINHO!

Eu falei há algum tempo atrás sobre Ted, o filme sobre o ursinho bizarro de Seth Macfarlane (não viu? Clique aqui!). O filme estreou semana passada e claro, algum barulho aqui no Brasil ele fez. O mais recente foi do senhor Protógenes. Quem é ele? Vamos lá.


O deputado federal Protógenes Queiroz é um pai de família, com um filho de 11 anos. Ele decidiu levar seu filho para assistir esse filme estranho chamado Ted. Quem não levaria seu filho para assistir um filme com um ursinho assim?


O problema, é que o senhor deputado não sabia que Ted era…um pouco diferente.

O filme não é recomendado para menores de 16 anos. Lá nos EUA ele é tratado como um filme R-Rated, ou seja, menores de 17 anos não podem assistir. Lembrando que é por lei deixar isso evidente em qualquer trailer, mas o deputado não gostou muito do filme.

Ted não é realmente um filme para crianças, mas deixa isso bem claro. O conteúdo é realmente de humor sarcástico, com diálogos contendo palavrões, brincadeiras com o uso de bebidas alcoólicas e até mesmo drogas. Protógenes ficou indignado ao ver o que viu e disse que “achou um absurdo” ver aquele tipo de cena.

Ele argumenta que o ursinho de pelúcia é um ícone infantil e ficou evidente o incentivo de consumo de drogas usando o tal ícone.

-Lembrando que isso tudo foi dito pelo TWITTER –

Além de tudo, o deputado disse “Não aceitamos mais esses enlatados culturais americanos no Brasil” e que irá “apurar responsabilidades”, ou seja, o deputado quer tirar o filme dos cinemas brasileiros, algo que na minha humilde opinião, é simplesmente ridículo.

“Protógenes” ainda está (até o fechamento desse post) nos TTs do twitter. São mil piadas contra o deputado e a maioria é sobre a falta de coesão nos argumentos dele.

A internet, como vocês provavelmente sabem,  é uma ferramenta que está disponível para um grande número de pessoas e classes sociais aqui no Brasil. Esse mês batemos recorde em inclusão digital na classe C. Isso indica claramente que a informação está disponível para todos. Concordam comigo até aqui?

O que o senhor deputado poderia ter feito é o que normalmente qualquer pai, ou melhor, qualquer espectador faz quando vai ver um filme, ver a sinopse dele. Até mesmo para ver os horários do cinema normalmente a classificação do filme aparece. É indiscutível.

O filme faz apologia as drogas? Filmes como American Pie, ou qualquer filme adolescente americano, possui drogas. Aliás, não só filmes americanos não, mas filmes brasileiros também. Filmes de grande sucesso como Boogie Nights, Se Beber Não Case entre muitos outros que implicam o uso de drogas fizeram muito sucesso sem realmente fazer apologia nenhuma.

Uma coisa eu posso até concordar com ele, que é a mudança da censura para 18 anos. Até ai tranquilo. Não vejo problema nisso, já que pra mim o importante é saber o que se assiste e saber se você tem maturidade o suficiente para absorver e ver aquilo simplesmente como ele é: um entretenimento.

Não é só Ted que teve protestos por aí. Outros filmes também tiveram sua parte.

O filme Dogma foi lançado em 1999 e teve muitos problemas.  O diretor Kevin Smith teve a idéia de fazer um filme de comédia sobre religião.

Dogma conta a história de Bethany Sloane, uma mulher que perdeu sua fé em deus quando perdeu seu bebê em um aborto espontâneo, desde então trabalha em uma casa de aborto. Ela recebe a visita de Metatron, um anjo que se diz a “Voz de Deus”. Metatron então dá uma missão a ela para salvar o mundo de dois anjos que querem voltar para o céu, sem saber que podem causar o fim do mundo. O filme conta com participações sensacionais de Chris Rock, Alan Rickman (o professor Snape), George Carlin (que descanse em paz) e até a musa Salma Hayek.

O filme é sensacional, brilhante e inteligentíssimo, mas a discussão do filme era simples. Muitas pessoas viam o filme como uma crítica de Kevin Smith sobre a religião católica, mais especificamente os praticantes da religião, mas desde o começo, Kevin Smith diz o que o filme realmente é: Um filme de entretenimento.

Assistam o trailer e vejam por sí mesmos:


Kevin Smith até foi em um dos protestos e se fingiu um dos protestantes que queriam tirar o filme dos cinemas.


Quem quiser ver o filme legendado na íntegra é só ver no youtube mesmo! Nesse link AQUI!

Vendo por aí em posts aleatórios sobre o caso de Protógenes X Ted o post do Judão e achei extremamente inteligente.

Um último pensamento do vosso autor desse post é esse: O que é mais fácil, tirar um (ótimo) filme de circulação ou simplesmente sentar na mesa e conversar com o seu filho sobre os efeitos das drogas? Acho que esse caso do deputado Protógenes não vai a nada, a não ser fazer várias piadas (também ótimas) sobre o caso.

Desculpe deputado, mas quem escolhe o que eu vou ver, seja na Tv, no cinema ou na internet, ainda sou eu.

O que você acha? Protógenes está certo? Filmes como Ted devem ser tirados de circulação?

#Cinema #brasil #Ted #Censura #Dogma #Aerolitos

Siga-nos nas redes sociais

  • Facebook - Aerolitos
  • Twitter - Aerolitos
  • LinkedIn - Aerolitos
  • YouTube - Aerolitos
  • Instagram - Aerolitos

©2020 - Aerolitos