A internet é hoje para mim uma janela, não apenas porque eu uso windows, mas também porque o contato com o mundo se tornou algo real, algo que apesar de eu já ter tentado, não pode – eu simplesmente não consigo – apenas absorver, escrever é uma paixão que alimento frequentemente. e agora estamos de volta por aqui. 🙂

Primeiramente quero dizer que é uma grande honra estar participando novamente do aerolitos.com.br. E agora, sem mais delongas vamos ao post em si.
Muitas das vezes que você encontra música online hoje em dia, não é algo que seja completamente novo ou independente. Digo isso com ênfase em “independente”, pois são poucos os artistas e bandas brasileiras que são verdadeiramente boas quando são produzidos por algum título do mercado mídia sonora atual.

Neste meu texto de volta a casa Aérolitos, deixo a você leitor a banda Mattilha, esta que conheci por acaso, quando Ian Martini – o baterista da banda – seguiu meu perfil no twitter (@o_wrv), trocamos algumas mensagens e eu acabei por conhecer esta banda, que se manter os ideais sobre os quais começou, vai ir longe.

Ideias em uma banda de rock?

Sim, não é de hoje que eu falo sobre como é bom para uma banda ou artista disponibilizar um álbum para download de graça. O retorno que é possível ter com isso é muito grande, afinal você vai simplesmente permitir que as pessoas conheçam seu trabalho e compartilhem com outras pessoas.

Segue abaixo uma das músicas que mais gosto do primeiro álbum lançado pela banda – Ninguém é santo.

Na prévia acima, você já pode ter uma ideia de como o som da Mattilha é bom, limpo e completo.

Confesso que eu não esperava que fosse assim tão bom. Todas as outras vezes que eu ouvi álbuns de bandas que estão lançando seu primeiro álbum independente, as qualidade eram poucas, mas Ninguém é Santo mostrou-me que ouvir pop rock não lhe deixara completamente satisfeito jamais.

O álbum Ninguém É Santo, pode ser baixado na integra no site banda www.mattilha.com.br, baixe sem pensar duas vezes.

Formada por um perfeito Heard Rock, Mattilha trás músicas que tem um Q totalmente perceptível de como a entrosação deles pode ser perfeita. Com um som limpo e profissional, as músicas que seguem a baixo te deixam satisfeito quanto a expectativa que você talvez tenha na hoje de ouvir alguma banda nova.

Musica Filho da Pompeia – Mattilha

Esta que trás muito da estória da banda que cresceu no bairro onde muitos nomes do rock se formaram – ou seja, cresceram ouvindo muita música boa.
O legal desta música, é que ela trás toda uma homenagem a lembranças de possíveis momentos que os integrantes da banda tiveram no bairro Pompeia, São Paulo.