About the author

Léo Bruski

Fã do Ninja Jyraia, criador e editor-chefe do Aerolitos, Léo Bruski é um aficionado por podcasts e grande fã desta mídia que vem crescendo no Brasil a famosa podosfera.

Related Articles

2 Pingbacks/Trackbacks

  • Vale dar First aqui? 🙂 Baixando, prometo ouvir em breve!

  • Olá!

    Conheci vocês através do Youtuner e curti muito o podcast de vocês.

    O podcast ficou muito bacana! Muito informativo e conseguiu falar bem de cada detalhe peculiar do nosso Brasil. Confesso que muitas curiosidades ditas eu não conhecia. Só faltou um mineiro na discussão pra ficar melhor rsrs

    Ainda não testei o google hangout, mas gostei do resultado. Vou fazer um teste no mexidãocast também.

    No mais, continuem o trabalho que o podcast ficou show, já irei baixar os outros episódios pra acompanhar!

  • Então eu vou dar First já que o Igor só perguntou se podia

  • aLx

    Já vou começar dizendo que este episódio merecia um integrante do AZILACAST pra representar o Nordeste.

    Em matéria de gírias regionais, em Pereira Barreto, onde nasci, tinhamos várias.

    Deitar o Cabelo – correr

    Arrepiar – correr também

    Quebrar à esq/dir – virar à esq/dir

    "Cada enxadada é uma minhoca" – homem preciso, mas também pode ter apelo sexual para homens com muitos filhos

    Acho que a galera pegou pesado com a Zona Lost. Moro em um bairro chamado Jardim Têxtil, que fica entre o Tatuapé, Anália Franco e Carrāo. O bairro é muito bom e com pessoas bem diferentes do estereótipo "mano/piriguete" da ZL.

    Na Penha, onde uma das participantes mora, ainda é um bairro bonzinho. A coisa começa a ficar feia de Itaquera pra lá.

    E esse lance de pagar pau pra Zona Sul… nada a ver! Morei na Vila Mariana e ñ troco o Tatuapé por lá nem a pau!

    Agora, a mocinha da história que tinha medo da ZL foi bem tratada, né? 

    A menina tinha trauma da ZL e o que os amigos dela fazem? Sequestram ela no metrô e levam pra ZL! 

    Graaaande idéia!

    Deviam ter levado lá pros fundos de Interlagos, Pedreira, etc… os lugares "lindos" da Zona Sul! 

    KKKKKK

    Bom o episódio foi muito divertido.

    Obrigado.

    aLx

    • Alx,que bom que gostou do episódio,foi bem bacana gravar com a galera do Aerolitos!

      Em relação a Zl,eu gostou muito de lá,afinal moro No Tatuapé (somos vizinhos)e acho que dá minha parte o principal problema é o preconceito que a Zl tanto da mídia tanto da População.

      E a Zona Sul é claro que tem bairros ruins,mas falamos que é tipo Chique pq a Menina que 'sequestramos' era de um bairro nobre' saca?

      E aproveite e ouça o NossoCast Alx,seria uma honra um grande ouvinte como vc é ouvir o nosso humilde cast

      Abraço

      e Léo como o Aerocast melhora com a Nossa participação viu!

      hahahah zueira,muito boa edição cara

      • Ah, mas Tatuapé é parte nobre da Zona Leste. Rs… Também não gosto deste preconceito com a ZL, tem diversos bairros "complicados" em SP. Moro perto da Brasilândia, que é um bairro tenso da Zona Norte.

        Abraços!

        • Ah, Igor nem esquenta. É só a fama mesmo. Mas na Z.O., onde moro, mais especificamente no distrito de Pirituba, há tantos problemas quanto ZL ou o extremo da Z.S.

  • Pronto, agora eu ouvi. Muito legal o cast, achei muito bom vocês terem comentado a questão regionais e influências das linguas como por exemplo a questão do espanhol no sul e até o italiano em São Paulo por exemplo.

    Sou daqui de SP, mas não tenho sotaque pois não sou da Zona Leste. Hahaha! (mentira, eu sei que tenho sotaque).

    Em relação a migração nordestina pra cá, meu pai é da Bahia, e acabou se dando bem por aqui. Tenho parentes no Nordeste ainda e é muito legal esta questão de sotaque mesmo. Agora, só não acho que ainda aconteça tanta migração pra SP ainda, pois a situação no Brasil no geral tem melhorado. (ou a cidade está tão lotada que eu não estou percebendo)

    E, já complementando o comentário do Leo, que bom que você não se importou com o seu sotaque pra fazer Podcast. Acho que esta é uma caracteristica muito legal do podcast, justamente termos as opiniões e sotaques de várias pessoas do Brasil. (situação que não ocorre em rádio regionais por exemplo).

    É isso, demorei mas escrevi demais.

    Abraços!

    • Valeu Igor, muito obrigado pelo comentário, bem legal, bem vindo ao Aerolitos!!

  • Pingback: NossoCast » NOSSOCAST 9 – NÓS FALAMOS SOBRE : TRANSPORTE PÚBLICO!()

  • Pronto!! Agora ouvi.

    A questão mais difícil. O preconceito regional é muito enraizado em cada um de nós, seja ele em forma de ofensa ou até mesmo de uma simples piada. Veja, por exemplo a conotação que se dá normalmente ao termo NORDESTINO. Muita gente ainda leva o termo como sendo negativo. E as vezes, companheiros, não é intencional! Temos é que lutar contra isso. A culpa não é do nordestino e nem os paulistas que são prejudicados. Somos todos seres humanos e brasileiros. Podemos, sim, falar em desfavorecidos, mal informados e assim por diante. Estes existem em qualquer estado, e prejudicam mesmo.

    Blá.

    Gostei do tema e do cast! Continuemmmmm 😀

    • Valeu, Haroldo.

      Pra mim é difícil ver essa conotação do termo a que você se refere, pois sou filho de nordestinos e pra mim "nordestino" é algo muito natural.

      Acho que não devemos levar tanto a sério a questão das piadas. Bom humor é bom e sempre serve para resolver conflitos. Eu aceito piadas de carioca contra paulistano e piadas contra nordestinos, mas também me permito fazer piadas de gaúchos e de carioca.

      E, sim, quanto aos mal informados, desfavorecidos, estes não têm raça, credo cor, religião ou região. Quando falamos sobre os nordestinos aqui de São Paulo, que vivem à margem da sociedade, isso existe devido à migração, que ainda há e muito! Não sei se você mora em São Paulo, mas se sim, deve ter ouvido muito sotaque de nordestino por aqui. E a quantidade que chega buscando trabalho, mas sem formação acadêmica, é grande.

      Bom, espero ter complementado alguma coisa e muito obrigado por nos escutar.

      Se quiser, envie sugestões de temas para um próximo episódio do Aerocast.

      Abraços.

      • É bem isso aí, imagina então aqui no Sul o preconceito contra os nordestinos é ainda pior eu acho, colonização alemã não entende o modo de viver dos baianos por exemplo, o importante é não ser ignorante e conhecer um pouco de cada coisa, Michael aí falou tudo.

      • Eu sou do interior de São Paulo, e sim, aqui também é 'brabo' o preconceito.

        Uma coisa que tava conversando com meu irmão é o que a mídia podcast fez/faz com isso. Eu nunca tive grande apreço pelo Carioca. Só o sotaque já me arrepiava, e me passava uma impressão muito ruim. (sim preconceito puro) Mas comecei com os podcasts e de tanto ouvir e me identificar, acabei entendendo um pouco e vencendo essa barreira anti-carioca. Hoje sou um grande admirador não só da cidade mas também do estado do RJ. Veja se não seria esse o papel das mídias convencionais ao invés de nos forçar um só sotaque? Só o 'carioquês' ou o 'paulistanês' que nos é mostrado… Acho que falta muito a pluralidade de tudo que temos por ae.

  • Atrasado….. mas aí vai o comentário.

    Bem, regionalismos são características da evolução cultural de um povo em sua região. Um exemplo disto é a "S" chiado e o "R" característico do Carioca, devido à sua referência cultural francesa, o R recebeu a fonética francesa, Já o S chiado veio da corte portuguesa presente nas terrras cariocas. O R torto dos paulistas e interior de Minas é devido à presença de Engenheiros e construtores ingleses nas construções das estradas de Ferro para escoamento dos minérios de MG. Em MG tem a expressão UAI, derivado da "Why" (porque em inglês), a palavra Baitola (Homossexual) vem-se da Expressão BITOLA (espessura dos parafusos de encaixe nos trilhos) os engenheiros Ingleses falavam "Bitola" que em Ingles se pronuncia "Baitola". Os operários vendo os almofadinhas rosados ingleses falando "baitola" passaram a referir qualquer coisa afeminado como "Baitola". Estes dados fora averiguados pela faculdade de História de UFMG. Há também o Livro "Conquista da Terra no Universo da Pobreza".

    Muito bom o Podcast, acompanho e sempre me coloco a cometar, mas como ouço no trabalho, acabo esquecendo de fazer meu comentário. Este podcast é uma Pedrada….. er.. quer dizer… pedra não, AEROLITO.

    • Caraca, o comentário pode estar atrasado mas estou estarrecido com a quantidade de informações. Muito bom Daniel, confesso que não conhecia as expressões citadas aí em cima e achei muito engraçado a expressão "Baitola" vir de Bitola hehe, essa realmente foi boa e faz todo o sentido.

      Apareça sempre que puder e obrigado por acompanhar o nosso trabalho, abraço!

  • Pingback: NossoCast #9 – Transporte Público | Telhacast()